Archive for the ‘Isto não é tumblr mas…’ Category

Como eu reagi por dentro e por fora:

Mentira. Isso foi numa realidade paralela.

Ontem a minha família estava a ter uma conversa muito séria sobre acidentes, sobre franceses que não sabem conduzir e aumentam a taxa de mortalidade nas estradas todos os anos no verão, e então nesse momento lembrei-me que quando estava a ter uma conversa similar com a minha irmã mais velha mais nova, ela disse:

Então agora até passou uma ambulância e um eminem

A minha reacção:
image
image
Um quê? Eminem? Pera, estava o Eminem a cantar uma música dramática sobre a pessoa na ambulância ou era um M&M a dançar feito estúpido? 

Quando eu conto ao resto da família:
image
A reacção do google:

você quis dizer INEM

Ela:
image
Não tem piada

Teve sim!

No outro dia estava sentada a fazer nada e nenhum e a olhar para montras quando ouvi um homem a dizer qualquer coisa do género suponho ao filho ou filha:

Sai daí. Anda vamos embora.

E eu olhei para trás tipo:
 Ted: Don’t look. Barney: Wha… I wanna see a pretty girl.Ted: Okay. Just, just, just be cool, for once.Barney: I’ll be cool.      How I Met Your Mother 6.01 - “Big Days”
Omg omg tão a falar português! Pela primeira vez em duas semanas! O momento chegou!

E hoje na mesma loja ouvi duas famílias a falar português. A primeira acho que era brasileira não tenho a certeza mas eu fiquei tipo:
image
Estão a falar português!

A minha irmã:
image

E depois, ouvi um homem a dizer em português de portugal algo tipo:
A mãe foi mais o filho

E eu:

Se este post é meio estúpido e tenho vontade de abraçar qualquer pessoa que fale português que não seja eu nem a minha irmã e especialmente um tuga?
image



Este dia para mim é um tanto sagrado e um tanto profano. Sagrado porque a liberdade abriu portas, profano porque as portas fecharam-se. Há sim senhor liberdade de expressão, já não temos a PIDE em cima de nós e podemos dizer o que bem entendemos, o problema é que Portugal deixou-se ficar na miséria depois de todos os apoios Europeus. Mesmo assim, agradeço aos capitães de Abril, nomeadamente ao Capitão Salgueiro Maia, por terem tido os cojones de dar uma oportunidade a Portugal de conseguir avançar, infelizmente o nosso governo atual é uma porcaria, mas pode ser que um dia, um governo novo faça pelo menos alguma coisinha pelo país que não seja magia (fazer desaparecer o dinheiro).

Isto era só mesmo uma introdução do post, que é relacionado as minhas reações ao filme “Capitãse de Abril” Sim só o vi hoje
Quando vejo os soldados a ir para o Rádio Club, o Aeroporto e para outro sítio que o nome não me recorda como se fosse alta filme de guerra
image
Reação dos Capitães de Abril em 1974
Reação dos Capitães de Abril em 2012
image
Quando um dos capitães aponta uma arma ao homem da Rádio Club e diz “Isto é um golpe de estado” Like a fucking boss
Epa, porque é que eles repetem sempre pá, epa e porreiro pá? Os gajos são piores do que eu pá
image
Matem os ministros! Matem os gajos já! Matem os da PIDE também se for preciso!
Reação do Spinola quando vai falar com o presidente:
Reação dos Lisboetas quando vêem os soldados e a GNR armada até aos dentes e os tanques de guerra
Quando o Salgueiro Maia se mete frente a dois tanques de guerra com a ordem de disparar contra ele
image
Quando os militares saem dos tanques e basicamente mandam foder o superior e não matam o Salgueiro Maia
image
Quando descubro que afinal houveram quatro mortos invés de um e que foi a PIDE que disparou ao calhas a civis e ainda provocou 50 feridos. FDP
image
Reação dos ministros e da PIDE no dia 26 de Abril de 1974
E é só isto gente.

Ponto G

Posted: February 27, 2012 in Bipolaridades, Isto não é tumblr mas...

Então, hoje eu aprendi a localizar o ponto G, não é muito dificil é só olhar com olhos de ver para o problema e prestar atenção, é preciso alguma técnica claro, é como em tudo, mas se tiverem uma calculadora gráfica é muito fácil pois é só mesmo fazer stat >calc>2 var stats. Estão a ver? Até vos ensino umas coisitas e tudo. O ponto G é o ponto médio dum diagrama de dispersão que não sei bem para que serve, talvez é só mesmo para gozar com a cara dos alunos, eu acho que o tipo que escreveu o livro fez de propósito “pronto, os erros que estão para cá neste livro não chegam não, vou por ponto G em vez de usar outro conceito qualquer porque os adolescentes são uns sacanas mesmo e vão-se cagar a rir com isto”. A sério, uma pessoa a tentar estudar e os valores no livro estão todos errados. FFFFFFFFFFUUUUUU.

A Victória, uma menina muito santinha que nem percebe nada dessas coisas reparou no ponto G na leitura do parágrafo e disse a Jelly. A Jelly disse “Que foi?”, eu fiquei do género nos meus pensamentos:
image
Jelly, mas tu és pior do que eu
Depois disse baixinho: Ponto G! Ponto G idiota!
image
E ela ficou:
image
Ah tens razão, ponto G

Passado um bocado como fiquei de novo a morrer de tédio virei-me para um tipo e disse:
Olha lê o paragrafo que começa não sei onde

Ele leu três vezes até se aperceber. Depois de ter ficado assim:
image
Virou-se para o colega ao lado e contou-lhe, o rapaz ficou do género:
image
O que é que tem? Desde quando ponto G tem haver com foda?

As nossas reações:

A sério, O que é que isso é? 
image

Estão a ver? Os rapazes da minha turma podem dizer que sabem onde fica o ponto G porque não é mentira nenhuma. Os que prestaram atenção, claro.

Vi uma coisa parecida no tumblr e decidi imitar para variar. Na minha escola há vários tipos de rapazes:

Os que tem o cabelo a Justin Bieber

Os Nerds

Os Nerds sensuais
image
Os que se vestem com camisinhas e parecem jovens empresários

Os metaleiros/rockeiros

Os fixes com montes de gajas a atrás
image
Os amigos “gays”

Os skaters

Os que toda a gente conhece de vista mas ninguém sabe quem é
image
Os fanáticos por desporto
image
Os que sempre armam confusão

Os que sempre armam confusão por serem fanáticos por desporto
image
Os que sempre picam as raparigas

Os que falam demasiado alto nas aulas
image
Os que parecem bebézinhos e todas as raparigas os querem abraçar
image
Os que andam sempre com cara de tédio
image
Os que estão a fazer o secundário desde que eu andava no sétimo ano

Os mitras
image

É. O secundário dá-me trabalho e tenho menos tempo para vir para aqui escrever compulsivamente.