Archive for the ‘I was only dreaming’ Category

Eu tive vários sonhos esta noite, um estranho e outro awesome e lembrei-me de fazer este post só porque sim.

  • Eu geralmente lembro-me do que sonho todas as noites
  • Tenho sonhos repetidos, mas é só com os lugares que já tinha sonhado antes, ou como se um episódio repetido se encaixassem num novo sonho. Hoje aconteceu-me exatamente isso, fui parar a um lugar e toda a gente me perguntava onde estávamos e lembrei-me
  • Se não estou a dormir profundamente consigo controlar o que sonho mas não tenho bem a noção de que estou a sonhar
  • Ás vezes consigo ter a noção que estou a sonhar mas não consigo fazer nada acerca disso
  • Os meus pesadelos geralmente são relacionados com coisas reais que tenho medo que aconteçam
  • Já tive uma fase de sonhos de zombie
  • Eu acordo várias vezes durante a noite e detesto isso
  • Os melhores sonhos são aqueles em que tenho super poderes
  • É estranho sonhar com rapazes bonitos e não lembrar-me da cara deles, acho que tirando crushes nunca sonhei com nenhum em específico
  • É mais estranho ainda sonhar e apenas vermos como se fosse um filme e não existirmos de forma alguma

Das pessoas que eu conheço eu sou a que tenho os sonhos mais estranhos. São surreais mas as vezes tão reais. Sinto tudo e lembro-me de tudo ao acordar, às vezes tenho dejavus. Lembro-me que quando estreou The Walking Dead tive durante umas semanas sonhos seguidos recheados de zombies e era sempre a mesma pessoa que sobrevivia. E hoje acordei dum sonho muito creepy. O sonho mais estranho que já tive até hoje.
Era confuso mas lembro-me que aquele tipo tinha lançado um olhar quente a uma rapariga que detesto em plena sala de aula. Eu queria falar com ele mas não sabia onde ele estava porque de repende, como costuma acontecer nos sonhos, o sítios mudou e eu nem me apercebi. Andei a procura dele e finalmente alguém, a minha irmã, disse-me que eu nunca o encontraria.
             -Não há forma de eu poder dizer-lhe o que quero dizer-lhe? – perguntei-lhe
             -Escreve uma música e deixa-a aqui em cima da cama dele
O quê?! Cama dele?! Que raio, porque é que ela estava a dizer que aquele quarto era dele quando eu estava na minha própria casa? No próprio quarto dela? Não sei. Os sonhos são mesmo assim. Como eu disse, surreais.
Apareceu depois uma personagem inesperada. A mãe daquele tipo.
              -Olha se o vires, dá-lhe isto – disse-me ela e entregou-me o iPod Nano dele, era da geração passada, os iPods mais porreiros que a Apple fez e que sustituiu por aquele quadrado horrivel. Só que o verdadeiro iPod dele era cinzento, este era vermelho. Não fazia sentido nenhum. Porque me dava o iPod a mim se ele me desprezava com todas fibras do seu corpo e se já não me falava por vontade?
               -Está bem. – cedi
Como a minha irmã disse eu escrevi uma música e deixei em cima da suposta cama dele, juntamente com o iPod Nano e com o meu ursinho de peluche.
               -Assim vais saber onde me encontrar – murmurei e saí do suposto quarto dele. Eu tinha deixado o peluche lá para que ele mo devolvesse mas para isso ele teria de falar comigo.
E acontece que, quando acordei vi o peluche deitado no chão.

Pronto, mas é uma consequencia engraçada dum facto engraçado. Eu durmo com um ursinho de peluche todas as noites (não gozem xD).

PS: I love teddy bears :DD

O parque

Posted: December 29, 2010 in Cenas que escrevo, I was only dreaming

Hoje voltei a sonhar com aquele lugar que na verdade não existe e sei que tenho estes sonhos quando tenho muitas saudades de um rapaz em especial. 

Tumblr_le6b5pwg6n1qapij1o1_500_largeÉ um parque, e no meio tem várias piscinas com escorregas. Há árvores por todo o lado, e as escadas que nos levam a cada canto do maravilhoso parque são naturais, como sucalcos de terra clara. Os bancos são de pedra e quando há temperaturas altas, as árvores enormes de um verde húmido mantém a temperatura amena do parque.
Desta vez as piscinas não funcionavam pois estava tudo encharcado pela chuva do inverno, e lembrei-me de como eu me diverti no verão, quando eu tive o sonho pela primeira vez. Estranhamente só eu vou lá, e o rapaz em especial que ando a procura, o que me leva a sonhar com isto.
Das duas vezes que visitei o parque estava a procura desse rapaz em especial, com um sentimento de medo e de saudade, misturado com algo que não consigo descrever, pois era suposto ele lá estar mas nunca o encontrava, por isso acabava por me divertir sozinha, porém havia sempre algo que me fazia pensar que tinha que ir procura-lo pois sem ele ou sem pelo menos saber o que se passava, eu não descansaria em paz. 
Eu apenas gostava de saber porque é que não o conseguia encontrar.