O bom nome mal usado da democracia

Posted: March 3, 2013 in Uncategorized

A minha palavra não interessa, não passo de uma pirralha, a minha opinião pouco interessa ao governo, pouco faria mudar o mundo, não tenho direitos políticos, afinal eu só tenho dezassete anos e não sei nada da vida ao contrário dos que votam num partido porque sempre votaram nele e não sabem quem são os deputados que fazem parte dele e as medidas que levam à assembleia, se é que levam. Se é a minha geração que esta sociedade europeia pretende sacrificar para salvar os velhos que viveram nas eras de ouro do euro, então que seja, porque a minha geração não tem objetivos de vida, nem sentimentos, nem trabalha, nem tem ideias e nem criou uma mentalidade democrática ao contrário dos nossos pais, os órfãos do 25 de Abril que o seu lema democrático sempre foi “O problema é do estado, o estado que resolva!”. Então que seja, vão em frente com a vossa decisão, continuem com as greves quando ganham 1000 euros ou mais por mês, estagnem a economia nacional, deixei-nos perdidos nas estações de comboios ou nas paragens, que seja a minha geração que não tenha oportunidades de ir à uma universidade ou arranjar um trabalho, que seja assim se é o que custa vocês não quererem trabalhar.

Mas quando nós crescermos, e vos provemos que somos mais do que uma geração morangos com açúcar, que sabemos do que falamos quando o tema é política e economia, irão ver que os vossos jogos de caracacá não funcionarão connosco, não nos subestimem, não somos tão ingénuos como os bastardos e os órfãos do 25 de Abril, somos nós que ensinaremos aos filhos que estão para vir desta nação o que significa Democracia e o quanto custa um golpe de estado que mude todo o sistema. Vocês serão esquecidos, vocês não valem nada, se existe uma revolução em curso vocês são contrarrevolucionários, vocês são anti-patrióticos, vocês não merecem este país, os nossos reis justos que jazem em paz iriam ter vergonha vossa e cortar-vos-iam as vossas mãos, porque não trabalham, não as usam e roubam o futuro dos que ainda estão longe da morte. Talvez, um dia, quando vos ameacem ou trabalhas ou vais preso percebas que devias ter mudado há muito tempo, que não devias ter ameaçado o bom nome mal usado da democracia e percebas que eu tinha razão.

Mas o que te interessa? Eu não passo de uma miúda que não sabe nada da vida.

Advertisements
Comments
  1. Martini Bianco says:

    E a comunicação social ainda aumentou os numeros dizendo que eram 500 mil. Até o papa que encheu a praça, para os jornalistas foram só 100 mil, enfim é a comunicação social manipuladora que temos, e ainda bem que as pessoas já vão abrindo os olhos para essa realidade. O que houve ali foi um bando de esquerdalhos (sobretudo bloquistas e comunas) que são responsáveis morais pela ditadura cultural vigente e pelo que aconteceu ao nosso país no pós-25 de abril e agora as nossas gerações é que estão a pagar por esses erros. O comuna Jerónimo de Sousa está sempre a falar no “papão da direita” que na realidade e para quem pensa pela sua cabeça e não se deixa instrumentalizar, sabe que a direita deixou de governar em 74 e de lá para cá foi só esquerdistas socialistas e sociais democratas que nos endividaram o país até á ponta dos cabelos e nos levaram a esta situação, para parecermos ser um país rico, mas agora veio a factura. Em Portugal e tristemente toda a mentalidade é esquerdista, seja na comunicação social, nos partidos, na opinião publica e todos eles levaram o país ao esgoto. Só entre 1974-78 foi praticamente destruída toda a nossa industria, nacionalizaram tudo (para ganharem mais sem fazerem nada como esses gajos da CP que já devem ir na centésima greve em ano e meio), comissoes de “trabalhadores”, piquetes de greve, etc. Os empreendedores de Portugal tiveram que fugir do país como o Champalimaud e outros e aquelas carraças não souberam se desenrascar nem sabem se desenrascar se nao houverem empreendedores e empresários para pôr mão à obra. Hoje não temos industria nem um crescimento sustentado que teríamos caso não tivesse sido tudo destruido pelo 25 de Abril, mas ja se sabe que para os autores morais do descalabro, quase todos esquerdistas, o problema é dos capitalistas, dos “fascistas”, dos empresários e o “papão da direita” que só eles o conseguem ver.
    Leituras complementares e que explicam melhor tudo isto:
    http://acortenaaldeia.blogspot.co.uk/2013/03/ja-demos-muitos-metros-de-avanco-ao.html
    http://acortenaaldeia.blogspot.co.uk/2013/03/ja-demos-muitos-metros-de-avanco-ao.html

  2. Finalmente descobri como comentar! xD Olha lá, tu não és pirralha nenhuma e mesmo que fosses, tomara muitos adultos terem a tua visão sobre este tema. Eu confesso que sobre política pouco ou nada sei, mas isto vai de mal a pior e realmente o nome da democracia está muito mal usado, já para não falar que o artigo contemplado na constituição que diz que o estado é soberano e que o estado é uma figura abstrata sendo constituiído por cada cidadão, hoje em dia, isso é uma autêntica treta, mas pronto. Carry on and destroy everything!

  3. Martini, o meu pai fala-me muito do que aconteceu depois no 25 de abril, chegou-me a dar o exemplo do Champalimon (ou lá como se escreve) que teve de fechar todas as suas empresas porque nacionalizaram muita coisa, e teve de haver outro golpe de estado acho. Vou ler o post que me passas-te quando tiver mais tempo 🙂

    Hayley, eu só disse que era pirralha porque é mais uma “ironia” do texto x) Deixa lá que eu acho que na altura havia muita coisa que não sabia editar no wordpress e possivelmente era por isso que não conseguias comentar.

  4. Martini Bianco says:

    http://acortenaaldeia.blogspot.co.uk/2013/03/razoes-da-desgraca-nacional.html este é o outro link. Repeti-os acima.

    Já agora pq mudaste para o wordpress? Quais as vantagens? Sou um leigo em tudo o que ultrapasse o blogger.

  5. (fiz um comment maior que a bíblia e apagou-se u.u)

    Eu mudei-me para o wordpress porque não estava a gostar das orgias do google, do youtube, do blogger e afins, basicamente eu tinha esta conta do youtube, que era pública a pessoas da minha escola, e eles (o google e o youtube) queriam que alterasse o nome da conta para o nome do perfil do google que é o nome que tinha no blogger. Eu não conseguia desconectar nenhuma conta a outra, e não estava nada a gostar disto porque o meu nick ia passar a ser o meu nome no youtube, e incrivelmente o meu nick é único na net, ou seja, o meu blog ia ficar exposto a pessoas da minha escola, iam saber do meu blog facilmente, não me sentia nada segura no blogger então emigrei para o wordpress. O blog é o mesmo porque o exportei do blogger.

    É assim, eu gosto mais do wordpress, mas acabas por ser um blogueiro de segunda porque há mais blogs no blogger. Essa é a principal desvantagem.
    O wordpress no início é um bocado chato, não é tão simples como o blogger para alterar definições, mas é só no início, depois habituas-te. Não sei se conheces o tumblr “por dentro”, mas o wordpress é muito parecido ao tumblr, podes republicar, meter likes em posts, tens uma dashboard (no blogger também há a tal dashboard mas é um serviço do google) que é a primeira coisa que te aparece quando entras, e a coisa mais importante é que o wordpress é mais humanizado e valoriza muito mais a escrita, há uma opção de escrever em ecrã inteiro e tem esta frase em baixo “Escreve, simplesmente”. Ainda tens as tags, não funcionam como no blogger, as tags do blogger são categorias no wordpress e as tags do wordpress são palavras-chave para encontrares posts/blogs que te interessem (tipo twitter)

    Não sei é se me fiz entender.

    Btw obrigada pelos links preciso mesmo de blogs novos se não perco toda a fé na blogosfera.

Comenta aí

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s