Um conto de halloween lusitano

Posted: October 31, 2012 in Contemporaneonissimo, São histórias
Blogagem coletiva do Christian 
*Sujeito a alterações futuras pois escrevi isto a pressa

Se calhar já ouviram a história que vos vou contar. É das poucas lendas lusitanas urbanas que temos, porque nós nesta cidade e neste país vivemos rodeados de santos, de princesas e réis, e é raro ouvir lendas sobre fantasmas, mulheres de vestido branco e crianças a chorar em quadros.
Esta história é sobre uma mulher de vestido branco que dizem que morreu em Sintra, numa estrada e o seu espírito lá ficou. Muitos afirmam que a viram mas tiveram sorte porque não pararam e não lhe deram boleia, diz-se que ela deu indicações a um casal britânico  e que depois os matou, outras versões dizem que ela não os matou. Mas a história mais conhecida é aquela que vou contar.
Numa noite como todas as outras para a maioria do mundo, um grupo de amigos ia num carro numa estrada em Sintra a caminho dalgum lado que nunca chegariam quando um dos rapazes se apercebeu que havia alguém a beira da estrada, a rapariga ao lado do condutor disse “tás parvo?! Continua!” mas ele ignorou-a e decidiu parar. A rapariga entrou no carro como uma figura perturbante e misteriosa,  e perguntaram-lhe o que estava ali a fazer no meio da noite, ela não respondeu, perguntaram-lhe se ela queria ou precisava dalguma coisa, ela disse que não, perguntaram-lhe o seu nome e ela disse que se chamava Teresa. A viagem continuou, algo constrangedora, e a certa altura, Teresa levanta a mão e aponta “Estão a ver? Ali ao fundo? Foi ali que eu tive o acidente e morri”. As caras dos jovens foram inundadas pela dúvida e depois pelo horror, e o carro, capotou. Investigações revelaram, que em 1983, ali mesmo uma rapariga de nome Teresa Fidalgo morrera naquela estrada.
A história começou a circular na web por causa dum vídeo. Uns diziam que era um vídeo recuperado do acidente, outros diziam que era apenas uma curta metragem a retratar a história dos jovens que morreram no acidente, outros diziam que era apenas uma curta metragem. Durante muito tempo nunca se soube quem exatamente tinha colocado o vídeo online, houve uma grande polémica, o mundo inteiro estava a comentar o caso da dama de branco portuguesa, até que certa altura surgiu uma pessoa a declarar os direitos do vídeo, o autor, David Rebordão, admitiu que era apenas uma curta-metragem.
Mas mesmo assim, o mistério continua porque quem conta um conto acrescenta um ponto, e Teresa acabou por ganhar um lugar nas lendas do país e assustar crianças como eu fui, e quando andamos em estradas escuras, há quem diga que a Teresa vai aparecer, para se vingar em inocentes da sua morte prematura.*

Ps: Há a versão chunga em que ela vai se vai deitar contigo se não reencaminhares o e-mail mas isso é demasiado labrego e idiota

Comments
  1. Sara Matos says:

    Adoooooro lendas urbanas e não conhecia nenhuma mesmo portuguesa ^^
    Adorei*-*

  2. Olá Victória, agradeço por sua participação na Blogagem Coletiva de Lendas Urbanas. Em verdade, sua participação foi bem importante pois muitos não conhecem lendas urbanas de Portugal.
    Sobre a dama de branco, há várias versões em diversos países pelo que percebo, visto que uma participante comentou que havia no Brasil, porém, eu pensei que esta lenda fosse da Argentina.
    Parece-me que há mais damas de branco por aí do que possamos imaginar, contudo, somente em Portugal eu tenho conhecimento de que houve até polêmica na web com um curta-metragem.
    Meus muitos parabéns pela colaboração!

    => CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS…

  3. Caramba da medo né, tem muitas coisas que não conseguimos explicar neste mundo.

  4. Marina says:

    Essa lenda não conhecia, mas conheço várias versões de contos do tipo “alguém que morreu tragicamente e o espírito permaneceu no local”. É sinistro mesmo.
    Parabéns pela participação na Blogagem Coletiva!

  5. Luma Rosa says:

    Conheci na blogagem, lendas de Barreiro e agora de Sintra. Mas dizem que fantasmas não aparecem em filmagens… muito fácil desvendar o caso, bastando os policiais pegarem a foto da verdadeira Teresa Fidalgo, morta em tal acidente. Como internet é mundo pequeno, encontrei no site e-farsas, o desvendar desse caso.
    Pelo sim, pelo não!! O vídeo é viral!!
    Obrigada por apresentar a lenda! Pelo menos nela eu não caio 🙂
    Boa Blogagem!!

  6. Luma Rosa says:

    Ah, Victória… pesquisando um pouco mais descobri que existiu mesmo uma Teresa Fidalgo morta em um acidente naquele local e que o vídeo que você postou, foi baseado apenas no local do acidente, nada mais. Mas também circula na internet, um outro vídeo da filha da Teresa, uma menininha chamada Albertina. Veja o vídeo http://youtu.be/YwdOft55tBY.

  7. Sara, agora já conheces 🙂 Tenho de pesquisar por mais delas!

    Christian, eu é que te dou os parabéns pela blogagens que tens feito!

    Patrícia, exato 🙂

    Marina, obrigada 🙂

    Luma: Omg há tanto tempo não tinha um susto destes o: Hahaha, obrigada pela informação, todo o mundo deveria ver esse vídeo 🙂

  8. FireHead says:

    Também já li por aí que se trata duma treta… um fantasma não atacaria de uma vez mais do que uma pessoa, penso eu. Mas será que os demónios não existem? Quem acredita em Deus tem de acreditar necessariamente nos demónios.

Comenta aí

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s