Agora vocês vão-me ouvir portugueses

Posted: October 6, 2012 in Contemporaneonissimo

Eu lembro-me, no 25 de Abril deste ano, que no twitter os portugueses estavam todos revoltados porque os brasileiros andavam a interpretar o 25 de Abril como o dia do concerto dos One Direction e estavam todos vermelhinhos a insultar os brasileiros, a chamá-los uns ignorantes, e que deveriam saber que era o dia do fim da ditadura em Portugal porque era algo muito importante, ora, esta é mais ou menos a reacção que eu tenho por dentro de cada vez que portugueses fazem comentário e comparações absurdas sobre o que é a Venezuela mas tive de ser mais tolerante e paciente. Sim Victória porque raio te deu para falar disso tu nunca falas da Venezuela e agora meia volta lembras-te que és venezuelana também, não se preocupem eu também penso o mesmo.
Quando digo portugueses não digo os 10 milhões mais todos aqueles que andam por aí mundo fora, dirijo-me a aqueles portugueses que não sabem o que é a Venezuela e falam como se conhecessem o estado daquele país. Aposto que um terço deles ainda dizem que fica na África.
É assim caros patriotas ou nem tanto, vocês não sabem o que é a Venezuela até passarem uma semana em Caracas, com água cortada, com um presidente a fazer tempo de antena todas as semanas, com tiroteios e com comida que é tipo racionada. Vocês percebem um pouco melhor o que é a crise agora que há crise a sério, mas não me venham foder a cabeça com:

  • “Ai em Portugal também é o mesmo”
  • “Ai mas a rainha de Inglaterra também não permite que a insultem”
  • “Ai mas isso não é nada de especial”
  • “Ai mas morrem pessoas todos os dias”
  • “Ai mas é mentira porque no jornal e na net eu vi que a Venezuela tem um enorme índice de desenvolvimento”
  • “Ai mas é mentira porque a avó do Márcio disse que estavam a chuver chouriças”

Eu vou espancar a próxima pessoa que fizer um comentário ou comparação desse tipo, porque só pode dizer como as coisas realmente são as pessoas que realmente sabem como as coisas são, há muita contra informação, mesmo muita, por isso, eu deveria perdoar-vos, mas uma pessoa perde a paciência a fim de 14 anos de ditadura sabem? Já tinham tempo de ter feito pesquisas, de terem ido ver vídeos do Chavez a falar, de tirarem algumas conclusões, de terem falado com outras gentes porque luso-venezuelanos é o que não faltam, basta irem a uma padaria ao dobrar da esquina. Se sabem tanto sobre o assunto.
É que nem vale a pena discutir porque este conjunto de portugueses não vai entender e vai responder da maneira mais estúpida possível e fazem a comparação mais idiota de sempre,  fazem o favor e calam a boca, tenham muito cuidadinho com o que dizem porque as coisas que já ouvi equivalem a:

  • Salazar da Oliveira foi o primeiro rei de Portugal
  • Em Portugal as pessoas não sabem o que é a cera depilatória e todos usam um bigodinho
  • Em Portugal a crise não é nada grave, é mentira dizer que os jovens tem dificuldade em arranjar emprego, é algo absurdo, a vida em Portugal é como na Alemanha
  • O governo português é amado por pelo menos 80 por cento dos seus cidadãos, e nos últimos anos a qualidade de vida tem vindo a aumentar explosivamente
  • Sócrates foi sem dúvida o melhor ministro de Portugal e ele deverá ser exemplo para todos os seus sucessores mas jamais haverá um tão bom como ele
  • A avó do Márcio jamais disse que estavam a chuver chouriças e o Hélio nunca caiu do skate dele
Gostariam de andar a ouvir isto sempre que tentassem falar da dificuldade que a troika e a crise trouxeram? Ah bem me parecia. Lembrem-se da situação que descrevi no início do post e vão entender-me melhor um bocadinho, e antes de fazerem algum tipo de comparação, investiguem, porque vocês não sabem se eu não trabalho para o governo e este post é para vos enganar.  
Advertisements
Comments
  1. FireHead says:

    O Sócrates foi o melhor primeiro-ministro em Portugal, concordo… afinal de contas é grego e deixou todos os portugueses literalmente gregos e Portugal a um passo de ficar igual à Grécia.

  2. e o gajo ganhou novamente as eleições. Não seria de esperar outra coisa (pelos motivos óbvios). Cá em casa nunca vimos tanto o canal venezuelano como nesse dia. Os discursos dele são no mínimo hilariantes. O melhor foi quando os jornalistas estrangeiros fizeram as perguntas e ele a dizer que não tinha tempo para todas as perguntas e depois ficava imenso tempo a “responder” a cada pergunta, divagando sobre outras coisas quaisquer. Isso e ele ter dito inúmeras vezes as palavras “democracia” e “querem ver o que é democracia, venham à Venezuela”. Lindo.

Comenta aí

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s