Os 7 pecados da leitura

Posted: August 18, 2012 in Quando era suposto estar a estudar

Acabei de roubar isto do Christian, acho interessante e apetece-me fazer. Porque o tédio chegou a Cambridge (bem ele quase que sempre esteve aqui tirando alguns dias).

Ganância: Qual seu livro mais caro? E o mais barato?
Mais barato talvez a coleção dos irmãos Grimm, porque não paguei, era gratuito no meu e-reading por isso. O mais caro, talvez um do Lee Child por 20 euros mas não tenho a certeza. Valeu cada cêntimo.

Ira: Com qual autor(a) você possui uma relação de amor/ódio?
Epa, eu sinceramente não entendo a Stephenie Meyer, eu nunca li um livro dela e acredito que até tenha jeito para escrever mas é que há falta de lógica que jesus cristo. Amor sinto muito pelo Luís de Camões, eu gosto muito dele, é um fucking génio. 
Gula: Qual livro você devorou sem vergonha?
A ordem da Fénix da JK Rowling e Mockingjay da Suzanne Collins
Preguiça: Qual livro você tem negligenciado devido à preguiça?
Um livro da Phillipa Gregory, chama-se The Virgin Lover. Devia mesmo ter começado a ler esse livro há vários dias porque não sei se vou ter espaço para o levar para Aveiro
Orgulho: Qual o livro que você tem orgulho de ter lido?
Não li completo, mas orgulho-me de ter lido o génesis da bíblia. É bastante interessante por acaso, e não eu não me considero cristã nem católica mesmo a minha família sendo católica. Li porque quis. 
Luxúria: Quais atributos você acha mais atraentes em personagens masculinos e femininos?Perspicácia, uma personalidade única que nos lembremos, como o Snape ou o Dr. House. Alguma beleza física, mas a personalidade tem de ser melhor, tem de ser a personalidade a dar sabor ao físico. E sempre considero muito o sofrimento, porque a personagem vai ter de se moldar duma forma a contornar a dor e vai tornar-se nalguém mais forte. Chamem-lhe masoquismo, eu chamo-lhe arte. Ao menos aprende a viver.

E é só isso, quem quiser leve!

Advertisements
Comments
  1. E eu comprei um ontem “A somhra do vento” de Carlos Ruiz Zafon, um romance passado na Barcelona na primeira metade do seculo XX, para ir lendo durante a minha próxima expedição pelos países bálticos, finlandia e quiçá Russia.

  2. Martini: Comecei a ler e talvez o compre. O livro parece mesmo giro!

  3. Gostei das suas respostas. A respeito de Stephanie Meyer, não sinto amor nem ódio, para mim é indiferente mesmo que também não tenha a lido e há muita gente que diz ser uma grande escritora. Talvez esteja perdendo a chance, mas pelo que vi em um de seus filmes, só se fizeram muito diferente da literatura. Porque o filme era péssimo e acabei por adormecer antes da metade.
    A respeito dos personagens, penso do mesmo modo também. Pessoas exigem descrições muito detalhadas e eu já prefiro deixar descrições básicas como cor do cabelo, olhos, se é alto ou magro e o restante, a critério da imaginação do leitor. Quando escrevo, gosto de destacar a personalidade e também gosto de um certo drama, não penso ser masoquismo, penso ser bem realista e tais personagens sempre tem um aprendizado a nos deixar.

Comenta aí

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s