Archive for July, 2012

Foi uma das perguntas que a Hayley me fez no twitter (originalmente ela perguntou-me que tipo de tortura aplicaria a quem dissesse que odiava os Green Day, mas vou fazer outras coisas também, ninguém precisa de saber), ela também perguntou o que eu que eu gostaria de fazer na vida e a minha resposta é:

“Victória, não existem unicórnios…”

Tipos de tortura que aplicaria a quem dissesse que odeia:

  • Green Day
  • Supernatural
  • Livros (bons livros)
  • Tumblr & blogger
  • HIMYM
  1. Matar lentamente com os olhos tipo o Chuck Norris
  2. Exorcismo doloroso em caso dum demónio (chamar o Cass para me ajudar)
  3. Xingar da pessoa no twitter até que fique muito impopular
  4. Chamar o Perry, o Ornitorrinco (ele é um bad boy)
  5. Chamar as The Powerpuff Girls (POWERPUFF TANANANANAAH)
  6. Aplicar o feitiço CRUUUCIOOO
  7. Fechar a pessoa num quarto a ouvir Justin Bieber, Rebecca Black e as gajas de Hot problems a alto berros até enlouquecer
  8. Queimar a pessoa no rossio mas primeiro vesti-la com uma veste embebida em enxofre para garantir morte por queimaduras e não por sufocação (aprendi em história A)

Vi no blog do Christian, e como tenho a inspiração a zeros vou fazer esta coisa deste blog. Isto dos tempos é engraçado porque daqui a uns anos vou dizer “Ina man eu era do tempo de 5 para a meia noite, facebook e por aí”

Eu sou do tempo que…

Se via Morangos com açúcar – E toda a gente tinha de escolher um grupo. Eu era do grupo das dredes e era arqui inimiga das pop stars. E era a melhor amiga daquela que fazia da rapariga protagonista, por isso podem ver que era bastante importante [Fuck yeah mode on]
Btw, quem tem menos de 20 anos tenho a certeza que vai voltar a 2006 em poucos segundos se clicarem a na música… 🙂

DÁ-ME ESSE TEU CALOR EU QUERO UM VERÃO AZUL RECEBE O MEU AMOR SENTE ESTE VERÃO

Se tinha um tamagotchi – Quem não tinha um Tamagotchi não era foda!

Se tinha uma Playstation 2 – Mais uma vez, quem não tinha uma PS2 não era foda!

Floribella estava na moda – As saias pindericas dela com as all-star pindericas era o que as meninas vestiam (eu via mas não tinha ideias de andar com saias, muito menos com as saias da Floribella

Se tinha um hi5 e falava-se com toda a gente no messenger – Nada de Facebook, era hi5 ou/e messenger. Por acaso nunca cheguei a ter um hi5

A Disney era decente – Brandy & o Mr. Whiskers, Kim Possible, Raven, aquele dos gémeos do Hotel.

Não se diziam asneiras antes do 5 ou 6 ano, e mesmo assim – Sexo só se falava no ciclo, não é como os putos de hoje que falam de sexo na primária. Não que possa falar muito porque a minha geração considera longa relação dois meses, mas pronto

A minha avó dizia-me que se eu dissesse asneiras me lavava a boca com sabão azul e eu tinha medo!

Só se tinha telemóvel depois dos 10 ou 11 anos – Eu só tive praí aos 12 anos o primeiro e era um dos baratinhos

tween-texing-hm.jpg

Harry Potter é que era – Harry Potter era o boss, e continua a ser para mim. Era ver Harry Potter até dizer chega

Tumblr_m6jo6ovnqr1qc3l2io1_500_large

Já disse que gosto muito de criaturas fantásticas? É capaz.
Pareça ou não eu sou admiradora da mitologia grega, criaturas fantásticas e religiosas, gosto dessas criaturas tanto em escritos antigos com em obras contemporâneas. O que posso fazer? Os bichos são épicos.

Anjos

Desde pequena que esta é a criatura fantástica com a qual tenho uma relação mais longa, é a minha favorita das favoritas. Quando era garota achava que os anjos viam tudo o que nós fazíamos, que todos tinham um anjo que via as coisas boas e más e tinha tudo em conta, e numa situação grave o anjo ia salvar a vida da pessoa, só que eram invisíveis, lembro-me que aos quatro anos eu fazia danças e cantava na esperança do meu anjo ou outros ficarem visíveis. A partir de certa idade, aconteceu-me com os anjos aquilo que me aconteceu com o Pai Natal. Poor little Vicky.
Para mim os anjos nem os arcanjos tem sexo, não são nem homens nem mulheres, sexualidade é com os animais, talvez tenham alguma maneira de gostar um dos outros sem ser pela sexualidade, ou talvez tenham uma sexualidade muito própria diferente da nossa. Sabe-se lá, mas sei que são fofinhos e super poderosos.

Hipogrifos

E voar numa coisa destas que é mais rápido que sei lá o que? Ia todos os dias para a escola num destes.

Égua e Grifo ao se unir e acasalarFazem sua cria curiosa sorte compartilhar.Cavalo com cascos e cauda ao meio é,O resto Águia, com garras e unhas até.Como Cavalo ele gosta no verãoDe pastar em prados imersos na cerração,Voar ainda como Águia lhe aprazSobre as nuvens como os sonhos é capaz.Com tal Besta quedei-me encantado,O Hipogrifo, assim ele é chamado.

Unicórnios
Tumblr_m6srzftjmu1r60zhwo1_400_large
São tão fofinhooos. Gosto muito daqueles representados super coloridos. Posso adoptar um, mãe???

Feiticeiros(as)

Eu gostava de ser uma feiticeira, estudar em hogwarts e viver num mundo de magia, e jogar quidditch claro. Ia lutar contra a magia negra.

Fénix
Phoenix-fantasy-17884366-1024-768_large
Seria um animal de estimação ideal, quando morria, ressuscitava. E é uma ave muito bela.

Deuses Gregos (Diana)

Diana/artemis deusa da lua e da caça. E muito mais.

Zombies

563970_239464862839295_704723619_n_large
Poor little Sophia. I miss you.

Não é que os adore, porque são corpos mortos e metáfora de gente burra, mas é que encaixado em histórias, aquilo que personagens fazem para destruí-los faz deles criaturas que gosto de ver em histórias, apesar de ter medo delas porque já tive sonhos em que me perseguiam em multidões.

Lembrei-me de fazer este post porque a maternidade Alfredo da costa vai fechar (ou já fechou não sei), não que me afete porque não vivo em Lisboa, mas porque há uns tempos recebi uma chamada duma suposta maternidade chamada Alfredo da Costa do meu distrito (que não é nada porque eu sou do Norte e a Alfredo da Costa é da Capital). É que nem se quer há maternidades aqui, só o Hospital que mete medo ao susto e ando a rezar que a minha irmã tenha um probleminha nada de grave para que seja mandada para Coimbra ou Porto quando der a luz.

Seja como for, tinha de vos dizer isto para ter a certeza que percebiam a piada.
Foi assim:
Ring… Ring… Ring..
Eu: Tô 
A mulher: Bom dia, é da maternidade Alfredo da Costa em Aveiro
A minha primeira reação:
OMG o puto nasceu, PQP o puto nasceu, o meu sobrinho nasceu, tá tudo fodido ele não tem 7 meses sequer, tá tudo fodido. Tá tudo fodido agora. A porra ficou séria. Meu Deus, e agora? Tá tudo fodido.
Segunda reação:
image
Pera lá… Não há maternidades aqui… Mas existe uma coisa qualquer chamada Alfredo da Costa, tenho a certeza que sim… 
Como não falei a mulher disse: Nós estamos a angariar fundos para ajudar uma senhora que precisa duma cadeira de rodas especiais
Eu: Sim, e como se faz isso?
A mulher: Nós vamos a sua casa e a senhora dá-nos o dinheiro
Eu nos meus pensamentos: Aham… Tá bom tá…
Eu: Desculpe… Mas eu sou menor de idade e teria de falar com os meus pais para tal…
A mulher: Então a menina fale com a sua mãe
Eu: Ela está ocupada agora, mas pode telefonar as tais horas
A mulher a perder a paciência durante um bocado com frases do tipo: Não quer mesmo ajudar? Não quer ajudar uma pessoa?
Eu nos meus pensamentos: FFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFUUUUUUUUUUUU
image
O que eu disse: Tem que falar com a minha mãe mas depois
Depois de teimar muito a mulher disse: Então obrigada na mesma

Quando conto ao meu pai, ele tem uma reação do género:
Sabes que a Alfredo da Costa é em Lisboa?
image
Eu:
image
NEM SABEM FAZER UMA BURLA!