Cada vez menos entendo as pessoas a minha volta

Posted: May 21, 2012 in Bipolaridades, Contemporaneonissimo

Caso não saibam, bermudas/corsários são coisa fora de moda. E hoje eu usei umas bermudas, gosto delas para o tempo que não-sei-se-faz-frio-não-sei-se-faz-calo, e basicamente fui alvo de gozo porque “ai e tal não sei se isso são calças ou calções”, “ai Victória isso está fora da moda”. Como eu continuo a ser uma bad bitch eu uso-as na mesma. Falem para a minha mão queridos.

Segunda tese pela qual cada vez menos entendo as pessoas a minha volta: talvez saibam talvez não que eu como a menor quantidade de carne possível, tenho tendências vegetarianas e por questões pessoais comer carne tem-se-me tornado nojento, portanto, eu pondero realmente a questão de ser vegetariana mesmo, apesar do meu objetivo ser tipo semi-vegetariana, ou seja, só comer carne em ocasiões especiais como o domingo que a minha irmã e o meu cunhado vêm cá a casa e por acaso trazem um frango com batatas fritas, ou o bacalhau com natas no Natal, ou fazer programas de não comer carne durante quinze dias ou isso. Pronto não interessa, a questão é que eu hoje fui a um restaurante estudantil e apeteceu-me experimentar o hamburger vegetariano e recebi um comentário duma colega minha, que foi algo do género:
Victória não vale a pena comeres comida saudável se estás a comer batatas fritas
image
MAS NÃO É SUPOSTO SER COMIDA SAUDÁVEL, TEM OS MESMOS MOLHOS SÓ NÃO TEM CARNE, DASS. PQP OS MOLHOS É QUE ENGORDAM, O AZEITE USADO PARA COZINHAR É QUE ENGORDA, NÃO A P&€* DA CARNE PROPRIAMENTE DITA. E OLHA LÁ O QUE NÃO MATA ENGORDA COMO JÁ DIZIA A MINHA AVÓ!
Não é culpa dela este pensamento, não porque está enraizado na mente das pessoas que comida vegetariana é para pessoas que querem emagrecer e não sei quê, e é verdade que muita gente que quer emagrecer come pratos vegetarianos mas não está necessariamente relacionado. Uma pessoa que deixa de comer carne completamente tem de ter uma razão muito mais forte do que o argumento de comida saudável. E não é necessariamente seca porra, só não leva carne, os pratos vegetarianos exigem muita criatividade porque o ser humano nasceu para comer carne e só os mais inteligentes conseguem e se dão ao trabalho de não comer carne. Daí eu gostar. 
Btw, gostei do hamburger. Aquilo era uma espécie de panado de vegetais com molhos. Muito melhor que muita carne que já comi.
Advertisements
Comments
  1. Sara Matos says:

    Ahahah adorei. Essas coisas dos comentários irritam-me tanto. UNF Será que temos de vestir todos o mesmo…
    Uma vez para explicar a minha irmã mais nova que as diferenças são necessárias disse:
    – Se todos gostassem do mesmo, não existiam lojas de roupa, bastava uma. E existiria apenas um grupo pequeno de músicos, todos iguais, todos a cantar o mesmo. Somos muitos, demasiados para sermos todos iguais.

  2. Sabrina says:

    Wow bad ass!
    eu acho que fazes muito bem em não ter grande consideração pelas opiniões das pessoas, cada um é como cada qual!
    E por acaso também não entendo as pessoas que acham que os vegetarianos são todos hippies ou fat e querem emagrecer(ou muito magros e querem desaparecer!) Enfim, eu apoio-te (:

  3. Semi-vegetariano não existe, se comeres so o bacalhau do natal já nao es vegetariana 😉

    Quanto ao resto, por acaso não sou fã de hamburgueres vegetarianos, só os orientais (esses são mesmo bons), mas fico contente por teres gostado e, antes de mais, teres querido provar (muita gente faz cara de nojo sem sequer fazer ideia a que sabe, sempre é melhor os que provam, mesmo que depois não gostem)

    Por fim, fico contente por ainda haver gente que entende que ser vegetariano não faz emagrecer e que não é esse o propósito da pessoa, nem fazer dieta. Porque, como disseste, os molhos são os mesmos, só ingeres menos toxinas, o resto é igual.

    Ah, e eu sou fã de corsários (eu ando sempre de vestido, mas gosto imenso de corsários por acaso, pretos de preferência, com uma t-shirt com uma frase ou padrão interessante e all-star :D).

    A moda é aquilo que as pessoas parolas vestem, que hoje usam e amanhã deitam fora. O estilo é o que torna a pessoa interessante, é desafiar a moda e as convenções.

  4. por acaso acho “semi-vegetarinismo” uma ideia gira, que até podia ser uma coisa e meritória de divulgação. Não deixas de ser omnívora, mas é um patamar diferente. E gosto!

Comenta aí

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s