Isto do basket nas aulas de e.f.

Posted: November 30, 2011 in Bipolaridades

Um leva uma patada na boca, raparigas revoltam-se por nunca lhes passarem a bola, saem e entro no jogo. Eu sempre soube que um dos rapazes da minha equipa partia logo para os insultos e ficava com uma atitude de querer partir a boca de alguém quando as coisas lhe corriam mal ou o irritavam. O comum.
Por isso quando eu entrei no jogo o tipo estava quase a partir o focinho a dois tipos da outra equipa, e eu a um deles por ser mais irritante do que sei lá. Não acertaste no cesto por isso não é ponto, não acertaste no cesto por isso não é ponto. O jogo fica aborrecido porque as raparigas que restaram não jogam, eu pego na bola e dou a uma delas na tentativa de fazê-las jogar. Gritinhos, gritinhos. Basket é para homens e mulheres não para barbies, repete o rapaz que partia logo para os insultos. Referia-se a elas, aos tipos da outra equipa, à humanidade.
Uma delas começa a jogar, marca um ou dois cestos. Outra ganha alguma atitude depois de eu ter gritado com ela, na brincadeira. Basket é para homens e mulheres não para barbies, volta a repetir o rapaz que partia logo para os insultos.
Não sei de onde é que ele foi buscar a expressão, mas eu sempre encarei a vida como que num campo de basket. Coletividade, astúcia, inteligência e estratégia e marcarás pontos. E se tens uma segunda oportunidade na vida como num ressalto, é melhor que não falhes.

Advertisements
Comments
  1. Carolina says:

    Gostei da analogia, e é uma óptima maneira de encarar a vida.

Comenta aí

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s