Archive for October, 2011

Os apoiantes (pelas fotos muitos destes individuos eram adultos):
Pois é. Está tudo relacionado.
O que é que o Esteve Jobs tem haver com os meninos de África?
Claro, deste país.
É o k faz ser ignorante… Infelizmente é o mundo em k vivemos 

A pessoa que fez isto é na minha opinião matéria escrementicia e não vou digamos, caracterizar estes individuos. Steve Jobs mudou tudo, é que nem a palavra playlist existiria sem ele, nem a porcaria do computador sensual com variedade de letras que as 3400 e tal pessoas que meteram laike nesta imagem tem na mão. Vejam estas coisas:

Animação digital. A Pixar
294376_281335148551099_123900617627887_1150985_161034548_n_large
 Música como a conhecemos hoje. O mp3.
6285299210_458a8d1653_z_large
Computadores sexys que não são necessariamente macs
Image330_large
 Este telemovel é mais potente que a nasa em 1969 quando puseram o homem na lua e posso não querer um mas admito que isto mudou totalmente a tecnologia.
38896_large
 Os smartphones em si
Ele não inventou o mp3, os smartphones, os computadores, a música ou os desenhos animados. Ele apenas mandou a falência 90 % das corporativas de música, disse as maiores companhias de telecomunicações como trabalhar, levou a pixar a disney, o mp3 aos ipods, os computadores aos computadores bonitos. Ele mudou tudo e ainda há quem duvide? Ele influênciou-nos a todos, directamente ou indirectamente. Já agora, recomendo esta palestra dele, vale a pena ver e recorda-lo. Thanks for everything Steve!

Em filosofia eu fui ao tumblr para mostrar aos meus colegas uma imagem que tinha haver com o assunto a ser tratado:

Tumblr mas que é essa cena? – perguntaram alguns
Então eu disse: Tipo tem lá imagens, textos, gifs, música e coisas assim. É um micro-blog
E um tipo respondeu: Oh para isso crias um blog
Eu:
 
299747_1906906606521_1657481454_1429158_240158496_n_large
That’s Right

Não entendo muitas vezes os adolescentes. Já me perguntei muitas vezes porque é que sou assim, se de facto continuo a ser uma adolescente, não sei sinceramente, acho que sou assim simplesmente. Sinto-me revoltada porque muitos adultos insultam a minha geração e tentam generalizar-me quando eu sei que não tenho nada a ver com eles. Os próprios adolescentes sabem disso. Ainda ontem estava a ir para a escola com uns colegas e um rapaz diz:
        -Apetece-me ouvir música
        -Tenho algumas no telemovel. Que tipo? – respondo eu
        -Ela só tem rock e metal. Não ouve música normal
O resto da conversa não interessa, o que interessa é que não gosto nem ser tratada como uma awkward nem como uma rapariga normal. Não pode haver um meio-termo pah? Eu sou eu e ponto final fim da conversa.
Entre as coisas que não entendo há as melhores amigas que andam atrás dos namorados das melhores amigas.
Eu, nem a minha melhor amiga fariamos uma coisa dessas, somos melhores amigas! Melhores amigas não são amigas, fazem parte da familia. A minha melhor amiga é uma irmã que gosto de irritar, mandar para o inferno, abraçar e controlar. Não estragaria esta amizade de 3 ou 4 anos por causa dum gajo que podia vir a estragar a minha vida porque os amores fazem dessas coisas. E eu gosto muito dela, amo-a, não é humanamente correcto fazer o que essas cabras fazem. Não me ia atirar descaradamente ao namorado dela porque de facto eu sou a única tipa que ela pode ver a abraça-lo, e ela fica derretida quando isso acontece porque é sinal que está tudo bem e que não quero cruficica-lo. Por isso, não compreendo gajas que se atiram aos namorados ou rapazes que elas sabem que a melhor amiga gosta, que tipo de melhor amiga faria isso? Expliquem-me porque tenho visto tantos deste casos nos últimos tempos e uma colega minha está nessa situação.

Queridos seguidores

Posted: October 28, 2011 in Nem merece uma tag

Eu sei que Guns não é a mesma coisa sem o Slash mas eu gostava de ver o Axl antes de morrer, mesmo que ele seja um filho da piii.
Pediram-me para passar a mensagem e até me convidaram para ser administradora mas acho que se esqueceram, ainda bem porque não estou com paciencia para actualizar coisas. O objetivo é conseguir 300 gostos até a 1 da manhã e mesmo que isto não vá a lado nenhum gostava que dessem uma espreitadela a pagina do facebook: Guns n Roses no rock in rio 2012
Não conheço nenhuma música nova dos Guns porque já não é a mesma coisa (mas como disse gostava de ver o Axl) portanto deixo-vos uma das velhas. Tenham uma boa noite.

  1. Putos de 7 ou 8 anos sabem tocar mais e melhor do que qualquer adolescente ou adulto e aprendem mais depressa. São perigosos e fazem-nos sentir como atrazados mentais.
  2. Ou cantas ou cantas (não me refiro a coros ou coisas do género)
  3. Tempos são mais lixados do que parecem e custa a entrar no ritmo ao início
  4. Solfejo (não sei se é assim que se escreve) dá trabalho e é chato (do ré mi…)
  5. As bolinhas pretas e brancas são umas filhas da… 
  6. Música é frustrante, dá trabalho, custa dinheiro, dá dores de cabeça mas no fim vale a pena. Ou seja quando se conseguem tocar 10 segundos bem. 
  7. Músicos são descontraídos e parece que andam a flutuar no ar com tanta boa disposição
  8. Aulas de formação musical são matéria escremeticia mas ao inicío até que dá jeito
  9. Uma notinha de cada vez, tempo a tempo, contar tudo enquanto se toca. Perde-se a paciência. ÇLKJLÇAKJLKJQN.
  10. Tem que se ouvir o professor a bater palmas e a cantar as notas. Não os podemos ignorar ao contrário dos normais
  11. Professores de música são estranhos
  12. Não se aprendem logo coisas fixes. Tipo estou a tocar coisas como a quinta do ti manel. Mas daqui a umas semanas vou tocar algo parecido a november rain. 
  13. Falhar em músicas infantis é nojento e faz-nos sentir como idiotas
  14. É fixe e eu gosto
1303772-10-1317683558779_large

Na minha secundária há três tipos de pessoas: As que fumam, as que não fumam e as que tem a mania ou acham que fumam. Uma coisa que me aborrece e é por isso que eu decidi afastar-me para não acabar como uma daquelas velhas de hálito de tabaco e dentes amarelos, é o cheiro que fica na roupa, no cabelo, nas mãos e no hálito. O hálito é fácil de esconder com chiclets e rebuçados, as mãos lavam-se, mas uma vez que fica na roupa a coisa torna-se complicada e o cheiro insuportável, os pais começam a desconfiar. Eu própria que sei fumar e se quisesse facilmente pegava nuns trocos e ia comprar cigarros não gosto do cheiro que as minhas colegas, creio que são mais raparigas do que rapazes que andam no tabaco, tem na roupa, é simplesmente horrivel. Para não falar do alcatrão, da nicotica e de todas as substâncias que não sabemos que andam para lá metidas, portanto não, fumar é uma cena que a mim não me assiste. E entenda-se que há uma diferença entre o fumar e o ter aprendido a faze-lo pelo que eu sou uma não fumadora e ponto final sem discuções.
E como se não bastasse o odor, há aquelas pessoazinhas ridiculas que fingem que estão viciadas para serem fixes. São mesmo engraçadas porque não sabem fumar sequer, andam para ali a engasgar-se e a falar com o nariz entupido no meio do fumo e as pessoas que sabem fumar ficam a gozar com elas. Fumar não é fixe, pode ser giro experimentar, pode ser giro a primeira vez mas apartir daí temos de parar porque se não vamos chegar ao ponto em que não conhecemos vida sem tabaco. É ridiculo achar que temos estilo com um cigarro na mão, não faz o menor sentido! Fumar não presta e cheira mal. Ah e é verdade, mata e queima dinheiro.