Archive for August, 2011

Esta faz-me pensar… Eu acho que gosto de ouvir o album Let Go da Avril Lavigne e o album White Crosses dos Against Me! quando estou feliz. Não sei por quê, acho que os ritmos são alegres e lembram o espírito jovem.

Fails em salas de cinema

Posted: August 28, 2011 in Bipolaridades

Porque é que eu gosto de ir ao cinema? Se fosse uma pessoa normal diria que é porque adoro ver os últimos sucessos saídos de Hollywood, com as loiras burras em aventuras super cómicas e os gajos que correm atrás das ex-namoradas num taxi em Londres ou New York e as impedem de apanhar aquele avião. Ou porque saiu o novo filme do crepúsculo.
Mas não é esse o caso, eu só vou ao cinema se for com alguém de jeito e se o filme valer os cinco euros. O que é raro. Ou se a minha mãe me der dez euros e me obrigar a ir porque não tem paciência para me aturar. Para dizer a verdade isso nunca aconteceu porque nunca me apetecia ir buscar o folheto dos filmes em cartaz. Dava trabalho. E continua a dar.
Bem, o que eu queria dizer é que eu gosto de ir ao cinema porque costumam acontecer coisas estranhas, especialmente quando vou com gente estranha, ou simplesmente porque eu me rio duma forma estranha. A sério, nunca vão ver A Ressaca comigo se querem sair de lá com vida.

Senhores e senhoras o filme vai começar, é  fachabor de desligar os telemóveis e não são permitidas câmaras fotográficas.

Paranormal Activity

Foi no inverno do meu 8º ano, estava giro mas o trailer já tinha as partes todas que valiam a pena. Detesto isso. Fui com uns amigos, rapazes e raparigas, um grupo que tinha o gajo que dizia não ter medo de nada, o outro que passava a vida a contar-me o que ia acontecer, mesmo quando eu o mandava calar, eu que acabava por meter conversa com ele, a rapariga normal que nos mandava calar, a que dizia “oh meu Deus” e a meio creepy. Só faltava uma equipa de pitas histéricas. Ah não, não faltava não, estava umas quantas atrás de nós. Eram mais do que chatas, passavam a vida a rir-se e a comentar (eu só me rio quando há algo para rir, que fique esclarecido, e o rapaz ao meu lado era giro, é uma boa desculpa). Então numa parte do filme, acho que a possuída caiu da cama (Spoilers, sorry) e as pitas tiveram um ataque de riso, uma delas destacou-se e a rapariga creepy do grupo vira-se para trás e diz assim num tom monocórdico e assustador:
        -Vai-te acontecer o mesmo.
Ela calou-se logo e ficou cheia de medo. Acho que eu também ficava assustada, a “creepy” tem uns olhos azuis tão claros, uma pele tão pálida e um cabelo que está sempre a mudar de cor. E tem cara de possuída quando não dorme.
Depois quando o filme estava quase a acabar o gajo sem medo e o gajo dos spoilers haviam decidido que iam atirar pipocas, mas desta vez o gajo sem medo ficou com medo e o gajo dos spoilers não pode prever o que ia acontecer, e as pipocas que tinham na mão foram parar a cara deles, ou para os bancos de trás. É sempre bonito estas coisas acontecerem.

Festa de aniversário duma colega minha que eu não fui e não sei portanto o filme


Foi no ano passado, por acaso o aniversário dela já foi arruínado dois anos consecutivos e eu não fui a nenhum (este ano as ondas levaram o bolo acho eu, ou foi o vento). Eu só sei que atiraram montes de pipocas e que fizeram merda porque não havia ninguém para além dos convidados e acabaram por ficar a barrer a sala. Big Fail.

A minha irmã, pipocas e uma velha

Isto também não contou com a minha presença mas foi um máximo na mesma. A minha irmã era pequena e fazia anos, foi com as amigas e com a minha mãe ao cinema. E acontece que ela e as amigas se puseram a atirar pipocas, durante todo o filme, a minha mãe estava concentrada na tela por isso não reparou. Resultado, no final uma velha zangada de cabelo de juba misturado com pipocas chegou ao pé da minha mãe e começou a queixar-se:
        -Ai nem prestou atenção ao que as suas filhas andaram a fazer!!!!

Assinale a opção correcta:

Não compreendo…
[_] O amor
[_] Os programas da MTV
[_] Os programas da E! entertainment
[_] O meu cão a trepar o muro e a tentar trepar uma árvore
[_] O Justin Bieber
[_] A Rebecca Black
[_] Outro tipo de estrelas fúteis
[_] Os posers
[_] O meu pai a acordar-me a cantar
[_] O meu pai a acordar-me a bater palmas
[_] O meu pai a comportar-se como se tivesse cinco anos
[_] Uma mensagem a dizer “Olá! Não respondas.”
[_] A seguinte frase estúpida e porca que o meu pai leu quando abri o facebook: O alimento mais nutritivo que se pode comer é o pénis: tem carne, leite, dois tomates, e se for comido com vontade… enche a barriga por nove meses (dito por uma moça de 13 ou 14 anos)
[_] Pessoas no facebook que dizem coisas de última hora da escola tipo testes ou mudança temporária de horário
[_] Briguinhas de pitas na blogoesfera
[_] A vida
[_] Os políticos e a mídia
[_] Revistas direccionadas para o público teen
[_] Chuva e trovoada em Agosto
[_] Outros
[X] Todas as alternativas

Hoje vou dar-vos a fórmula ideal para fazer rir alguém, de preferência uma pessoa que se ria facilmente, tipo eu ou um bebé de oito meses, mas seja como for vou apresentar a comunidade cientifica a fórmula exacta para fazer rir alguém.

Antes de tudo é preciso entender a teoria do riso. O riso é fruto da satisfação, da alegria, da estupidez e dos fails. Passemos agora para a parte prática.

Podemos começar por conhecer uma personagem com piada, como o Peter Griffin, o Barney Stinson, o Mr. Bean ou o Ricardo Araújo. Eu escolho o Peter porque Family guy é idiota e super fixe.

Não se riram? Tá bem, então podemos passar para fails do Youtube:

Terceiro passo, fotos fenomenais:
Quarto passo, sucessos musicais:

Mais logo mostro-vos mais acerca da minha teoria.

Tenho a sensação que os meus cobaias não comprovam a minha teoria, mas seja como for o Peter Griffin continua a ter piada.